close-icon

Quer mais facilidade?
Baixe o app da Humana Saúde.

Fique por dentro

27/08/20 15:03 | NOTÍCIAS

Diálogo é importante para lidar com as crianças durante a pandemia

A necessidade de isolamento social afetou de forma direta a rotina de todas as pessoas. Porém, as crianças, por não terem ainda a capacidade de entendimento de toda a situação, acabam necessitando de maiores cuidados para que possam compreender tudo que estamos passando. Além disso, se faz necessário que sejam feitas adequações no cotidiano da família.

A psicóloga Renata Bandeira, da Humana Saúde, afirma que nesse momento de mudança de rotina é importante que os pais possam sentar e conversar com os pequenos.

“Algumas pessoas terminam não conversando com as crianças e, às vezes, tentam esconder as coisas. Mas a pandemia é algo que gera um impacto na rotina de todos e isso precisa ser explicado para eles. A grande questão não é o que eu vou falar, mas, sim, como eu vou explicar para a criança o cenário que estamos vivenciando em virtude da pandemia. Claro que os detalhes devem ser explicados com uma abordagem que ela possa compreender”, frisou a psicóloga.

Por conta deste novo cenário, as famílias estão passando mais tempo juntas, exigindo que os pais e demais responsáveis façam adaptações no dia a dia com o objetivo de distrair a criançada que está cumprindo o isolamento social. Essa nova rotina têm exigido ainda cuidados, paciência e criatividade para lidar com os pequenos. 

“Os pais estão sendo muito criativos ao propor brincadeiras e ocupações que variam muito de acordo com cada família, uma vez que é necessário ocupar o tempo com as opções disponíveis em casa. O ideal é conversar com as crianças, manter uma rotina e utilizar da criatividade para ocupar da melhor forma o tempo disponível em família”, disse a psicóloga Renata Bandeira.

O aspecto escolar também sofreu algumas mudanças significativas refletindo diretamente no cotidiano das crianças, que agora passaram a ter um acompanhamento escolar de forma online. Segundo a especialista é importante que seja estabelecido limites e uma rotina fixa para contribuir com a aprendizagem.

“A rotina de estudar em casa é totalmente diferente de ter um acompanhamento na escola. Assim, será se o ambiente que você coloca seu filho para assistir as aulas é propicio para que ele possa ter uma concentração e o horário é o mesmo que ele está acostumado a estudar? Esses são pontos que devem ser levados em consideração. Por isso, o recomendado é estabelecer limites e regras porque as crianças acham que é um momento de brincadeira, mas não é bem assim. Então o melhor é conversar, explicar e criar uma rotina a partir das responsabilidades escolares”, destacou a psicóloga da Humana Saúde, Renata Bandeira.

Ascom
Edição: C.S